Cripto Intercambio: La mejor manera de cambiar cripto. Cambia ahora.

Guia de Mineração de Criptomoedas

A mineração é um dos aspectos centrais da arquitetura e da economia de algumas das maiores criptomoedas do mercado, como Bitcoin, Dogecoin, Monero, entre outras. Do ponto de vista de um usuário comum, a mineração pode ser uma excelente maneira de conseguir uma fonte de renda passiva, e de ajudar seus projetos de criptomoedas prediletos.

A maioria das criptomoedas requer certo conhecimento técnico para serem mineradas, além de um ou mais computadores. Os requisitos básicos para seu computador de mineração podem variar bastante, dependendo da criptomoeda que você decidir minerar. Além do tamanho da rede, a arquitetura da moeda também é decisiva na dificuldade da mineração.

Nesse sentido, é necessário entender a mineração como um  tipo de investimento. Afinal, você precisará usar um computador de ponta, além de grandes montantes de energia elétrica. É por isso que é importante escolher uma moeda que você acredite que vá valorizar ao longo do tempo; caso contrário, você perderá dinheiro.

Com o objetivo de ajudar você a entender o que é mineração, como fazer e como escolher a melhor moeda para minerar, o blog da Cripto InterCambio criou o Guia de Mineração de Criptomoedas. Confira!

O que é Mineração?

As criptomoedas não possuem um computador central responsável por realizar e validar todas as transações, como acontecem com cartões de créditos ou bancos. Na realidade, a sua rede é de caráter descentralizado. Isso significa dizer que ela fica “espalhada” entre diversos computadores, e são eles os responsáveis pela efetivação das transações.

Teoricamente, qualquer pessoa pode fazer parte da rede de uma criptomoeda e ser responsável por validar transações. Para que uma transação seja validada, um computador da rede deve resolver uma espécie de quebra-cabeça matemático extremamente complexo, o que demanda grande poder de computação. Para incentivar o processo de validação, as redes de criptomoedas pagam automaticamente computadores com uma certa quantidade de cripto a cada bloco de transações validades. Este processo é conhecido como mineração.

Por que “teoricamente”? Porque hoje em dia a mineração de criptomoedas é um grande negócio, com grandes investidores por trás dela. Dependendo da criptomoeda, é quase impossível para um usuário individual, com um computador pessoal, competir com grandes empresas de mineração. Afinal, elas possuem milhares de computadores dedicados apenas à mineração, em locais conhecidos como “fazendas de mineração”. Isto é especialmente verdadeiro nas maiores moedas do mercado, como Bitcoin, Ethereum, Dash ou Monero.

Isso não quer dizer que os usuários individuais não possam minerar. Como já dissemos, isso depende do tipo de criptomoeda e do orçamento do usuário. Além disso, também é possível participar de um pool de mineração através da internet, ou contratar um serviço de “cloud mining”. Vamos entender essas noções com mais profundidade a seguir.

Métodos de Mineração de Criptomoeda

Em linhas gerais, é possível minerar no seu próprio computador ou pagar uma empresa para extrair para você.

Minerando em seu próprio computador

Se você quiser minerar cripto em seu próprio computador, provavelmente precisará ter um computador inteiramente dedicado a isso.

No passado, qualquer pessoa com uma CPU podia minerar Bitcoins ou outros tipos de criptomoedas. A rede era pequena, e não haviam muitas transações nela. Neste sentido, não era necessário um computador muito poderoso para validar as transações.

Hoje em dia, é impossível extrair Bitcoins com uma CPU. Isso exigiria muito tempo, potência computacional e energia elétrica. Na realidade, sua CPU provavelmente pegaria fogo antes de seus primeiros BTCs serem minerados. O mesmo é válido para a maioria das grandes criptomoedas do mercado.

Para poder minerar hoje em dia, você precisaria investir em um tipo especial de computador. Para este fim, existem dois tipos diferentes de computadores que são recomendados:

  • Unidade de Processamento Gráfico (GPUs): GPUs são computadores com enorme poder de processamento gráfico, utilizados por jogadores profissionais para jogar games de última geração. É possível utilizar a placa de vídeo para mineração de criptomoedas, com boa eficiência! 
  • Circuitos Integrados Específicos de Aplicação (ASICs): Os ASICs são computadores especiais projetados para realizar apenas um tipo de tarefa. É possível programá-los exclusivamente para mineração. Por tal motivo, eles são o extremamente eficientes. A maioria das fazendas de criptomoedas tem milhares de ASICs.

Além disso, você terá que fazer parte de um pool de mineração. Ao invés de minerar sozinho, os pools de mineração combinam o poder computacional de uma rede de mineiros de criptomoedas, compartilhando os dividendos de acordo com a contribuição computacional de cada participante. Para fazê-lo, os pools cobram uma pequena porcentagem por esse serviço. Algumas das maiores são a Poolin e a F2Pool.

Mineração em nuvem

Os usuários que não querem investir em um hardware podem se beneficiar do sistema de mineração em nuvem (“cloud mining”). Neste método, você paga uma empresa de mineração para minerar por você.

As empresas de mineração em nuvem oferecem diferentes tipos de planos. Basicamente, o usuário compra uma certa quantidade de energia computacional por um determinado período de tempo. Nesse período, um computador irá minerar sua predileta para você, e você receberá o cripto minerado nesse período em sua carteira. Em geral, os contratos variam de 6 meses a 2 anos.

Vale a pena? Bem, depende da criptomoeda. Se você acredita que a moeda escolhida vai crescer em preço nos próximos anos, pode ser um investimento interessante. Mas, é claro, trata-se de um investimento com grandes riscos.

Qual Criptomoeda Minerar?

Nós sugerimos que você prefira investir em criptomoedas com projetos sólidos, grandes comunidades de usuários, e um bom valor de capitalização de mercado. Moedas menores também podem trazer grandes ganhos, mas também são mais arriscadas.

Alguns exemplos de moedas que valem a pena considerar são:

  • Bitcoin;
  • Dash;
  • Bitcoin Cash;
  • Bitcoin SV;
  • Monero.

Em nosso blog, temos artigos sobre essas criptomoedas. Eles certamente poderão te ajudar nessa escolha!

Guia de Mineração de Criptomoedas – Conclusão

A mineração é um dos aspectos centrais da indústria de criptomoedas, e vem evoluindo com o mercado de cripto como um todo. Apesar da profissionalização dos mineiros nos últimos anos, a mineração ainda pode ser uma fonte de riqueza para pessoas normais, através da mineração direta ou da mineração em nuvem.

E se você gostaria de fazer trocas entre criptomoedas, conheça o site da Cripto InterCambio. Oferecemos acesso a mais de cem tipos de criptomoedas, sem limites, sem registro, sem comissões – e com as melhores taxas do mercado. Até a próxima!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.